quarta-feira, 4 de junho de 2014

Labirinto

Lá fora o uivo
Aqui dentro o escuro
Minha mente acordada
Só lembro-me de você
Mais nada, mais ninguém
Perdido em meus pensamentos
Labirinto indesejável
Só quero seu corpo
Junto ao meu e mais nada
Abraçados, deitados
Ouvindo palpitar seu coração
Sentindo a sua respiração
Deixando a emoção nos levar...
Abro meus olhos
Escuridão
Não vejo nada
Fico nos pensamentos
Onde te encontro
Esperando o fim de o labirinto chegar
E novamente contigo estar


Rodrigo R.P.

4 comentários:

  1. Quanto sentimento. Quanto amor. Esse sentimento que se resume a um labirinto de inúmeros encontros. Ótimo poema.
    Beijinhos,http://luizadevaneios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, espero que goste dos demais do blog. Beijos.

      Excluir
  2. Gostei muito do jeito que você escreve. Consigo me sentir dentro do que você escreve. Quanto sentimentalismo, emoção... parabéns. Beijos

    http://sushibaiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, eu é que agradeço.
      Volte sempre.

      Excluir