terça-feira, 24 de junho de 2014

Frações

Frações de segundos
Apenas um olhar
Acordar, encontrar-te
Abraçar-te e mais nada

Dias e mais dias
Pois quando não temos esses dias
A tristeza aluga-se de mim
E faz do meu corpo moradia

Posso ser um ser melancólico
Mas não preciso fingir sentimento
Não minto, pois desde o nascimento
Fui ensinado a acreditar de coração

Farei sempre do meu jeito
Às vezes exagerado, às vezes quieto
Mas farei de momentos ao seu lado
Belezas vívidas em minha alma
E eternas frações de segundos


Rodrigo R.P.

6 comentários:

  1. lindo,amigo poeta!
    realmente não podemos nos esquecer dos bons momentos e dos amores de nossa vida, nunca!!!!!
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, realmente não podemos.
      Bjs, volte sempre.

      Excluir
  2. Ótimo blog, belíssimos textos, Rodrigo. Parabéns!

    Abraços.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Por vezes estar perto basta, não é?
    Belo escrito.

    Abraços,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, por vezes basta.
      Muito obrigado, volte sempre.
      Abraços.

      Excluir